Open Site Navigation
Logo babu
  • Julio Sergio

5 dicas para melhorar seu posicionamento de SEO usando imagens e vídeos, segundo iStock

Qualidade do arquivo interfere na entrega e empresas devem estar atentas ao formato ideal para que ações tenham retorno positivo


Ao pensar em como melhorar seus rankings de SEO (Search Engine Optimization Search Engine Optimization, na sigla em inglês, que significa otimização para mecanismos de busca), as coisas mais comuns que provavelmente vêm à mente são palavras-chave, conteúdo, backlinks, metadados e outros. E, embora esses recursos sejam super importantes para qualquer estratégia de SEO, os profissionais de marketing e as pequenas e médias empresas geralmente esquecem que imagens e vídeos de alta qualidade são essenciais para que o conteúdo da marca alcance clientes em potencial, a partir de resultados de pesquisa, Google News, Google Discover, Pesquisa de imagens e muito mais.


Este estudo descobriu que 61% dos tomadores de decisão em empresas B2B (business to business) iniciam seu processo com uma pesquisa na web, enquanto 87% de todos os compradores de varejo fazem o mesmo, superando em muito outros canais, incluindo display e mídia social, provando que o tempo e o esforço investidos em SEO são vitais para se conectar com novos clientes. No entanto, o desafio mais comum para as marcas é entender os insights acionáveis que precisam executar para melhorar a classificação de seus sites, blogs, aplicativos, produtos ou posição em mecanismos de pesquisa como Google, Bing e Yahoo!.


A otimização de imagens para SEO tornou-se cada vez mais importante nos últimos anos, e muitos resultados de pesquisa agora contêm ou até exigem imagens para que o conteúdo seja classificado.

Para ajudar pequenas e médias empresas e profissionais de marketing a impulsionar suas estratégias de SEO, Matthew O'Such, vice-presidente de SEO da iStock, plataforma líder de e-commerce que oferece imagens e vídeos premium a preços acessíveis, forneceu cinco dicas sobre como usar imagens e vídeos para melhorar seu Posicionamento SEO:


1. Diga sim ao conteúdo de estoque, desde que seja de qualidade e relevante para o seu público

Existe um mito comum de que imagens e vídeos de banco de imagens não são bons para SEO e que conteúdo original é necessário para melhorar o ranking de uma marca. No entanto, ter imagens que ajudem seus clientes a se identificarem com sua marca, seu conteúdo e seus objetivos deve ser o primeiro critério de seleção, pois isso ajudará seu conteúdo a aumentar seu público potencial. Imagens e vídeos de banco de imagens são usados em todo o mundo todos os dias e funcionam muito bem para representar o conteúdo retornado pela pesquisa orgânica. Pela quantidade de conteúdo da iStock que vejo diariamente nos resultados de pesquisa e nos módulos em destaque que contêm nossas imagens, tenho certeza de que esse mito simplesmente não é verdade.

2. Use o tamanho de imagem certo

Em maio de 2022, mais de 50% das buscas tinham um grupo de imagens ou carrossel de imagens nos resultados de busca orgânica do Google. Esse número cresceu mais de três vezes nos últimos dez anos.


Minha recomendação é que você use uma imagem de alta resolução, com pelo menos 1200 pixels (px) de largura em proporções de 16x9, 4x3 ou 1x1. Além disso, ao selecionar imagens, certifique-se de não usar arquivos muito grandes/pesados, mas também não use arquivos de baixa qualidade/resolução. Por exemplo, se o espaço da imagem principal tiver apenas 1200 px de largura e 628 px de altura, não use uma imagem maior que isso, redimensione ou baixe uma imagem que corresponda mais ao espaço de uso declarado. Há também tamanhos de imagem padrão que podem ajudar a tornar essa tarefa mais fácil.

3. Seja muito descritivo

Certifique-se de ser descritivo com títulos, legendas, nomes de arquivos, texto do artigo e texto “ALT” (alternativo) ao redor e perto da imagem. Certifique-se também de usar um título e uma descrição para a página que seja "relevante" em termos de SEO, pois os mecanismos de pesquisa geralmente o usam para descrever a página em que a imagem está ou a própria imagem, se ela aparecer na Pesquisa de imagens do Google.


Geralmente, essas mesmas dicas se aplicam ao conteúdo de vídeo. Seu conteúdo, as palavras que você diz no vídeo, o título e a descrição contribuem para seus resultados de “ranking”. O YouTube, por exemplo, cria automaticamente uma transcrição do que o vídeo está dizendo, não apenas para recursos de legenda, mas também para ajudá-lo a entender sobre o que é o vídeo.

4. Use "Dados Estruturados"

Certifique-se de ser descritivo com títulos, legendas, nomes de arquivos, texto do artigo e texto “ALT” (alternativo) ao redor e perto da imagem. Certifique-se também de usar um título e uma descrição para a página que seja "relevante" em termos de SEO, pois os mecanismos de pesquisa geralmente o usam para descrever a página em que a imagem está ou a própria imagem, se ela aparecer na Pesquisa de imagens do Google.


Geralmente, essas mesmas dicas se aplicam ao conteúdo de vídeo. Seu conteúdo, as palavras que você diz no vídeo, o título e a descrição contribuem para seus resultados de “ranking”. O YouTube, por exemplo, cria automaticamente uma transcrição do que o vídeo está dizendo, não apenas para recursos de legenda, mas também para ajudá-lo a entender sobre o que é o vídeo.

5. Tome decisões baseadas em dados

Assim como você usa o Google Trends para selecionar palavras-chave, certifique-se de adotar uma abordagem baseada em dados para selecionar suas imagens e vídeos. VisualGPS Insights, uma ferramenta interativa totalmente nova que extrai dados de bilhões de pesquisas de usuários na iStock.com, exibe insights relevantes e acionáveis por meio de tabelas e gráficos fáceis de entender com dados extraídos de um dos principais provedores de conteúdo visual do mundo.


Se você deseja melhorar sua classificação de SEO, pode explorar palavras-chave e frases específicas e/ou detalhar o "interesse" dos resultados de pesquisa por setor ou região durante um determinado período de tempo. A ferramenta exibe palavras e frases relacionadas para direcionar a terminologia exata que o segmento está usando para pesquisar um conceito e, em seguida, exibe as imagens, vídeos e ilustrações mais populares (mais baixados) para ver literalmente como esse segmento está visualizando um conceito. Quanto mais dados você encontrar sobre o que seu público quer ver, mais preparado você estará para oferecer conteúdos interessantes e, acima de tudo, relevantes para seu público.


10 visualizações0 comentário